Pular para o conteúdo

Esdras

Capítulo 1

1 Ora, no primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, para que se cumprisse a palavra do SENHOR, pela boca de Jeremias, o SENHOR suscitou o espírito de Ciro, rei da Pérsia, para que ele fizesse uma proclamação ao longo de todo o seu reino, e também por escrito, dizendo:

2 Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR Deus do céu tem me dado todos os reinos da terra; e ele me encarregou de edificar-lhe uma casa em Jerusalém, a qual está em Judá.

3 Quem entre vós de todo o seu povo? O seu Deus seja com ele, e deixai-o subir até Jerusalém, a qual está em Judá, e edificar a casa do SENHOR Deus de Israel (ele é o Deus) a qual está em Jerusalém.

4 E todo aquele que permanecer em qualquer lugar onde ele pousar, que os homens do seu lugar o ajudem com prata, e com ouro, e com bens, e com animais, além da oferta voluntária para a casa de Deus que está em Jerusalém.

5 Então, levantou-se o chefe dos pais de Judá e de Benjamim, e os sacerdotes, e os levitas, com todos aqueles cujo espírito Deus havia suscitado, para subirem e edificar a casa do SENHOR, a qual está em Jerusalém.

6 E todos aqueles que estavam junto a eles fortaleciam as suas mãos com vasos de prata, com ouro, com bens, e com animais, e com coisas preciosas, além de tudo o que era voluntariamente oferecido.

7 Além disso, o rei Ciro trouxe os vasos da casa do SENHOR, os quais Nabucodonosor havia trazido de Jerusalém, e havia colocado na casa dos seus deuses;

8 estes, Ciro, o rei da Pérsia, trouxe pela mão de Mitredate, o tesoureiro, e os numerou para Sesbazar, príncipe de Judá.

9 E este é o número deles: trinta travessas de ouro, mil travessas de prata, vinte e nove facas,

10 trinta bacias de ouro, quatrocentas e dez bacias de prata de segunda ordem, e mil outros vasos.

11 Todos os vasos de ouro e prata eram cinco mil e quatrocentos. Todos estes trouxe Sesbazar, quando os do cativeiro foram trazidos de Babilônia para Jerusalém.